A mais de 35 anos a gente vem lutando em melhorar e dar ao publico espaços físicos a onde eles possam estar em contato com os artistas e sua obra. Já tivemos vários espaços alternativos, mas todos desaparecem com o tempo, até que conseguimos a Casa de Cultura Ivan Marrocos, que foi criada para as Artes Plásticas, mas logo depois ela foi publicada como Casa de Cultura, esquecendo que o espaço físico não é adequado para receber todas as Manifestações Culturais, assim sendo acabou sendo prejudicada uma idéia e uma luta de todos os seguimentos culturais. Para salvar a nossa idéia e  luta tivemos um grande trabalho a ser feito, fizemos um projeto cultural o qual levamos ao Governo do Estado, para que um dos espaço se tornasse uma Galeria de fato e de direito, e olhando um pouco a historia das Artes Plásticas, nos constatamentos que não existe historia sem principio, meio e fim. e escolhemos um dos artistas do passado e demos-lhe o nome a Galeria de Afonso Ligório. Criamos um regulamento e hoje a Galeria é de nível Nacional. Mas até agora nos não possuímos nada de informativo de quem foi Afonso Ligório. Dentro do projeto da Casa de Cultura, seria um espaço permanente para as Oficinas de Artes, até agora não conseguimos o tal espaço, que possibilitaria estar os próprios artistas de Rondônia passando informações e colaborando com as Artes junto aos  artista locais bem como o publico em geral. E é desproporcional trazer de fora  cursos caríssimos,  proficionais para ministra-los, sem ter o local apropriado, nem para ser projeto filmes e palestras de interesse ao publico tanto artístico como no geral, e isto vem acontecendo regularmente, apesar de que com estas verbas já poderia ter sido construído este espaço. Na realidade nos precisamos destas informações, mas ao meus tempo precisamos do espaço adequado não só para nos artistas locais, bem como para recebermos com dignidade os doutores da arte.
Começo este trabalho falando deste pingo  d’água que é a Casa de Cultura, que no momento se encontra completamente abandonada pelo Poder Publico, precisando urgentemente de uma reforma pois se encontra com diversas infiltrações e outros, no momento não temos se quer uma pessoa responsável pela higienização do local (banheiros, etc).
Vou continuar falando sobre o regulamento da Casa de Cultura que já existe, mas não esta sendo cumprido, inclusive neste ultimo ano não tivemos nem o Salão de Artes que já é uma salão de mais de 16 anos e conhecido e esperado nacionalmente, e que também nos discurso políticos, muitas promessa são feitas, mas a realidade e que nem ao menos sabem(políticos) os nomes dos artistas e lutadores das artes em Porto Velho – Rondônia.
Não sou escritora nem uma intelectual, sou simplesmente uma artista plastica e formadora de opinião, mas vou continuar escrevendo esta luta de nos artistas rondonienses, pelo nosso espaço e pela classe, que como qualquer uma outra é de trabalhadores

Posts recomendados

Seja o primeiro a comentar, abaixo!


Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *